...com alma, com gentes, com sabores, com sensações, com saudades...

terça-feira, julho 13, 2010

MIUZELA X tap X SÃO PAULO
















-A TESOURA DE OURO-

--(chegou dia 02/08/2010)



--Aeroporto de Lisboa - Domingo 11 de Julho de 2010




-Vôo : TP 191 - 6 horas e 59 minutos . Destino : São Paulo. BRASIL.


--Tudo transcorria de forma natural até à chegada ao "check-in" ,vazio, ao qual me aproximei de forma natural para a pesagem da minha bagagem de dois passageiros, cuja somatória não excedia 30 kg distribuídos em seis volumes.


--Pois é "SR GONÇALVES" , mas o senhor só pode despachar quatro volumes!


... Quatro volumes (?) ... PQP ... (sic) Porquê ? O nosso peso total não chega a 30 kg e só posso despachar dois volumes por passageiro?


--" SIM. "


--Cabisbaixo e pensativo (...amarrava você e os quatro volumes com uma corda e faria um volume só...).


--Perguntei : Os volumes são medidos em metros cúbicos? Como todo o mundo sabe ,um volume é o comprimento x largura x altura... ou outra fórmula qualquer de cálculo de volumes.


--"NÃO INTERESSA O PESO ,É A QUANTIDADE DE MALAS". Qual é que o senhor vai tirar ou então poderá pagar a quantia de aproximadamente 150 euros pelo excesso ?


--Quem te tirasse o excesso ganhava muito mais ,pensava eu.Excesso ? Excesso do quê ? Esbravejava eu pra dentro de mim mesmo.


-- Há mais de 32 anos võo pela TAP e esta é a primeira vez que alguém me fala um troço destes. ... volumes ... não interessa o tamanho ... ... uma tesoura ...


-- Isto que você acabou de falar entrou em vigor há quanto tempo ? Retruquei!


--"SEMPRE EXISTIU. HÁ 27 ANOS QUE AQUI TRABALHO".


--E eu há mais de 32 anos viajando. Saí soltando fogo por todos os lados ,chamando a mulher pelos mais pejorativos adjetivos existentes na face da terra .


--Ora na pequena malinha que retirei, tinha eu enfiado às pressas uma tesoura lacrada na embalagem original que havia comprado em Espanha por 5,90 euros e que em S.Paulo tinham pedido pela mesma 65,00 reais ou o equivalente a 30,00 euros. E esta mala que já estava na esteira para ser despachada...fui obrigado a retirá-la. ... com a tesoura lá dentro.


--Com a entrada em vigor das novas regras de transporte de objetos cortantes e líquidos a bordo dos aviões é proibido o transporte pessoal de tesouras ,líquidos e outros ... retirei a malinha da esteira e carreguei-a comigo.


--Novo raio X , mas agora é o dos objetos pessoais ... tudo passa e a malinha passa e retorna ,passa e retorna,passa e ... SENHOR, ABRA ESSA MALA ... ESTÁ CARREGANDO UMA TESOURA? Pergunta uma desembaraçada moça.


--Abro a mala e o que aparece ... a lindinha tesoura em cima da roupa na sua embalagem original. ... Calma ... vou explicar, estava esta mala na esteira pra ser despachada e a sua excelentíssima colega dos despachos ,me obrigou a retirá-la.


--E imediatamente a moça retira a tesoura pra levar lá pra dentro. Eu ,preocupado com o destino da tesoura ,chamei a moça e ela me explicou que poderia ser despachada pelo correio e para tal teria de retirar um envelope ao preço aproximado de 15 euros . Quanto mais trabalho a tesoura me dava ,tanto mais amor à tesoura eu dedicava, a ponto de estar disposto a pagar os 15 euros para a postagem . E assim vai ,saio para retirar o envelope na máquina do Correio existente ali próximo ,enfio uma nota de 10 euros ,mais uma de 5 euros,escolho o envelope , cai embaixo para ser retirado e a máquina escreve "NÃO DAMOS TROCO" tem um crédito de 11,50 euros. ... PQP (sic) ... Lacrei o envelope ,mandei pró correio e contei à moça que apareceu escrito "NÃO DAMOS TROCO" e tem um crédito de 11,50 euros.


--A moça explicou que poderia reclamar o dinheiro que ficou preso na máquina dos correios.
--Ora o que eu achava e queria ,era reclamar da primeira mulher !!! ???

"ATENÇÃO CORREIOS TENHO UM CRÉDITO DE 11,50 EUROS NO AEROPORTO DE LISBOA "

-- ESSE DINHEIRO É MEU... FUI ROUBADO... POR UMA MÁQUINA... EM ÁREA DE SEGURANÇA MÁXIMA...

--O certo, é que a tesoura até à data, ainda não chegou à minha mão.
Deve estar por aí, voando...voando...à espera de gastar o maldito crédito que ficou na máquina. ...
--Respira fundo, conta até dez e solta o ar! Bem devagarinho !
... Vamos tomar um café e uma água ,que a viajem ainda nem sequer começou.


--Assim que a tesoura chegar ,publicarei a foto da mesma.


Aquele abraço e até à próxima





HORÁCIO EUGÉNIO DO CARMO GONÇALVES


tihoracio@uol.com.br

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Texto demmosntrativo da des(organização) que se pode encontrar por aí. Espero que recuperes as tesouras, pois o reembolso, parece que se foi...
Para a próxima desejo-te boa viagem com um embrulhão e sem tesoura.
a.roque r anselmo

9:31 da manhã

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial